Notas de Aula

Por que, em filosofia, a compreensão dos conceitos é mais difícil?

Porque diferentes filósofos usam quadros conceituais diferentes. Isto é de fato uma peculiaridade da filosofia.

Dificilmente encontraríamos em uma sala de aula de física ou biologia o grau de diversidade conceitual que encontramos em uma aula de filosofia.

Filósofos diferentes usam, não raras vezes, não apenas conceitos com sentidos divergentes, mas conceitos inteiramente novos, pois pertence à filosofia o questionamento radical de nossos pressupostos mais fundos. O aluno aprende a viver, desde cedo, com esta diversidade conceitual e deve saber fazer uso consistente dos conceitos mesmo neste ambiente plural.

Que mesmo conceitos aparentemente idênticos tenham significados diversos em diferentes escolas filosóficas é resultado do que chamamos holismo semântico. Conceitos não têm seu sentido isolados, mas como nós em redes conceituais. É preciso conhecer o sistema conceitual abrangente em que se movimenta o pensamento do filosófo para decifrá-lo.

O holismo semântico é apenas um caso específico do holismo ontológico e, portanto, universalíssimo defendido pela filosofia dialética.

Pesquisas recentes em teoria de redes mostram a viabilidade desta ontologia relacional e tornam plausíveis as tentativas de articulação da ontologia dialética com as ciências empíricas.

Padrão